Arquivo de Agosto, 2006

A despedida de solteira perfeita!

Estava a conversar com a Sofia e uma vez que o casamento dela está à porta, estávamos a falar sobre esse grande evento que é a despedida de solteira… Foi aí que ela começou a congeminar uma ideia e a delinear uma estratégia para a minha despedida…
Baseou-se nas coisas que sabe que eu gosto e o resultado foi este:

“Ora bem
Depois de um jantar na telepizza, punha-te dentro de uma banheira de chocolate quente, a tentar apanhar oreo no fundo, enquanto cantas karaoke. Tens um veu cor de laranja na cabeça, e cheiraste um bocado de spray para picadas de peixe aranha, para nao conseguires deixar de rir à gargalhada. Dps, explodem uns canhoes cheios de pipocas em vez de confettis e, enqt tomas um banhinho em coca cola sem gelo, nao é q surge o edward norton despido, apenas com um pocote gigante de batatas fritas enrolado à volta da cintura????”


Compro!!! Mas quero tudo incluídoooo!!! lololol 😉

Anúncios

Um amor cura-se com outro amor…

Sim, é verdade! Tenho um novo amor… As coisas com o “ex” já não estavam a resultar… sempre muito parado, com muitos problemas… Até ao dia que deixou de funcionar… Deixou-me pendurada!
Para melhor muda-se sempre e agora estou feliz! Não me falha quando preciso dele, é mais novo e muito “mais à frente”! 😉
Estou muito satisfeita e feliz… com o meu novo computador! Eheheheh ;D

Imagination… Where are youuuu?!?

Às vezes fico com bloqueios de pseudo-escritora… Sem imaginação nenhuma! Estou assim, mais ou menos, a modos que… a zeros! Não sei o que escrever, mas apetece-me fazê-lo… Acho que vou ficar para aqui a divagar e a juntar palavras sem fazer sentido… Falando disto e daquilo, ah e tal sim senhor… Ou então… Não!

Trava-línguas, Lenga-Lengas, Cantilenas…

Não sei bem o que lhes chamar, se Trava-línguas, Lenga-Lengas ou Cantilenas, mas os Ingleses têm umas bem engraçadas. Começam por falar sobre uma qualquer trivialidade e depois rematam com uma frase fofa ou uma declaração de amor ou amizade… Por exemplo:
Roses are red
Violets are blue
Honey is sweet,
But not as sweet as you.

Que é como quem diz, “ah e tal hoje está sol, por isso está quentinho. E tu… Olha, tu és uma brasa.” Parece-me bem! Assim descontraído, uma forma estranha de construir uma conversa só para dar um piropo a alguém.

Outra que acho fantástica é:
I have a pen
My pen is blue
I have a friend
My friend is you!

Lógico… certo? No entanto, uma questão assombra a minha mente… E se a caneta fosse verde? Como é que era?

A hora de almoço é a altura da paparoca, do convívio, mas também da moleza! É a hora daquela quebra… Mmm… Quebra, que às vezes é mesmo uma grandessíssima pedrada!
Por isso, decidi postar a todas as vítimas desta condição terrífica, que (segundo dizem) é um pecado mortal… A preguiça! ;D